Crítica Séries (TV Shows)

Legion (1ª Temporada) – Crítica

Em seu primeiro ano, Legion revoluciona o gênero de super-heróis na TV

Nota da Crítica

★★★★

Se distanciando de tudo até então visto na TV, Noah Hawley criou um novo padrão de série de super-herói que foge das temáticas atuais e combina vários gêneros distintos, culminando em uma obra de arte.

História

Legion, como o próprio nome já diz, conta a história de David Haller, o mutante Legião e filho do Professor Xavier. Quando eu comecei a assistir, estava receoso de como seria uma série dos X-Men sobre um dos mutantes mais poderosos e complicados existente. Também me perguntava como seria os efeitos especiais e práticos; como seria as atuações; o tom da série; dentre outras inquietudes. Objetivamente, Legion responde todas essas perguntas em um insano e ótimo primeiro episódio.

Primeiras Impressões de Legion:  confusa, insana, sombria e incrível!

A primeira temporada da série focou em construir seu protagonista a apresentar bem seu conceito (o qual é totalmente abstrato).  Felizmente, a essência do personagem foi bem desenvolvida e, fielmente, a série entregou como as várias personalidades de David estão em constante conflito dentro de sua mente e como elas interferem em seus poderes.

Uma das coisas que mais ajudou o público a não enjoar ou odiar a série, foi o formato no qual ela foi exibida. Dificilmente Legion teria essa legião de fãs (sim, isso foi um trocadilho sem graça para você rir) caso tivesse todos os seus episódios disponíveis de uma só vez, pois cada episódio dessa série tem suas particularidades e cada um provoca uma diferente reação no espectador, a qual precisa ser recebida e entendida.

Além disso, Legion soube montar corretamente o suspense sobre a identidade de seu antagonista, resultando assim em um vilão verdadeiramente assustador. Farouk, também conhecido como Rei das Sombras, foi a escolha perfeita para ser balanceada com toda a soberania dos poderes de David.

Outra coisa fascinante nessa série, é que ela não se resumiu apenas nos diálogos e flashbacks para contar a história. Muita das vezes, conseguimos entender o que está havendo apenas se juntarmos situações distintas e conectarmos TUDO que está na tela.

Personagens

Como protagonista da série, temos David Haller interpretado pelo fabuloso Dan Steves (A Bela e a Fera), o qual encontrou, de forma certeira, tudo que precisava ser descoberto para dar vida com fidelidade a essa figura tão icônica e perturbada.  De cara notamos que ele entende o que está interpretando e entende a responsabilidade que tem.

Resultado de imagem para david haller serie

Sendo uma série dos X-Men, Legion precisava apresentar alguns mutantes, e a mesma optou por se manter fixa a mitologia do herói e se manter segura de possíveis frustrações.  A série não busca inundar a história com poderes e o misticismo usual que vemos nas produções dos mutantes, e sim, busca mostrar como qualquer mutante (indiferente de sua habilidade) é inferior aos poderes de David.

Infelizmente, é nesse quesito que a série me decepcionou. Como acabei de dizer, eu gostei da escalação do elenco e dos personagens escolhidos, mas senti falta de um aprofundamento nas vidas dos coadjuvantes. Eu entendo que o foco era em apresentar o protagonista (o qual é um indivíduo, como já dito várias vezes, bem complicado) mas percebi, em inúmeros momentos, Legion forçando-me a me preocupar com algumas pessoas sem ter formada, previamente, um laço emocional entre o público e elas. Um exemplo disso foi quando a Kerry (interpretada pela atriz Amber Midthunder) foi baleada e a série investiu em toda uma sequência dramática sendo que não havia tido um investimento profundo antes.

Resultado de imagem para kerry loudermilk marvel legion getting shot

Apesar disso, notou-se um grande comprometimento por parte de todo o elenco em honrar as características de cada personagem e isso é muito visível ao longo da série.

Ainda falando dos personagens, o vilão do show foi uma das coisas mais insanas ao longo de todo o seriado. Farouk é bem conhecido pelos fãs dos X-Men e do mutante Legião, pois já participou de histórias bem interessantes envolvendo-os. Conhecido também como Rei das Sombras, seu poder é se hospedar em corpos físicos e usá-los para escravizar outras pessoas. Em Legion, o demônio serviu como um ótimo contraste para toda a hegemonia de David, principalmente pela forma de como ele é, aos poucos, introduzido na vida de todos os outros personagens.

Resultado de imagem para farkou legion

Fotografia

Uma coisa que a equipe do Feededigno comentou para mim no Twitter e eu preciso concordar é que a fotografia de Legion te deixa simplesmente perplexo. Em uma vibe psicodélica, a série usufrui de inúmeros recursos visuais discordantes e submerge o telespectador em um turbilhão de cores, sentimentos e loucuras. Em tempos em tempos, durante o episódio, você começa a se questionar se ainda tem sanidade. Composta de oposições entre cores quentes e frias e de formas abstratas e minimalistas, a fotografia da série foi o recurso que mais ajudou o público a se aprofundar nesse universo.

Resultado de imagem para legion fx
Essa foto, de uma cena de Legion, resume bem o uso das cores e ângulos na série.

Musicalidade

O primeiro episódio do seriado mostra que haveria um certo tom de musicalidade durante a primeira temporada. Enquanto assistia a mesma, não notei esse tom tão presente quanto imaginei que seria, contudo, quando tivemos as sequências de danças ritmadas, eu entendi o porquê da não abundância de tal recurso. Mas, surpreendentemente, tivemos até Feeling Good! Confira:

Conclusão

Por fim, recomendo a todos vocês a assistirem Legion pois essa série vale muito a pena! Se divergindo de todo o gênero de super-herói na TV, a série se manteve firme ao que propôs e entregou, a cada episódio, uma experiência audiovisual única. Faltou, apenas, a coragem de se exibir como “uma série ousada que é SIM de super-herói” e a atenção em construir seus personagens de uma visão mais ampla.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s