Artigos Séries (TV Shows)

O que esperar de Cara Gente Branca?

Hey guys, tudo bem? Dia 28 vai estrear a série Cara Gente Branca na Netflix e eu resolvi escrever sobre minhas expectativas para a série, principalmente pelo fato de que o anúncio da mesma foi responsável pelo boicote de vários assinantes americanos. 

A série será protagonizada por alguns estudantes negros da Universidade de Winchester, um lugar com alunos predominantemente brancos muito preconceituosos. A série é inspirada no filme com o mesmo nome de 2014 e estará disponível para todos os 190 países que a Netflix opera. Antes de começar a opinar, vou logo dizendo que eu não assisti o filme de 2014 então meu ponto de vista é totalmente inocente.

Mas afinal, por que esperar algo de uma série que recebeu tanta rejeição? Que teve um pouco mais de 50 mil “gostei” e mais de 400 mil “não gostei” em seu primeiro teaser no YouTube? A resposta é bem simples: o único problema (até agora) com Dear White People foi a forma em que foi editado o primeiro trailer, subentendendo que a série promoveria uma revolução contra as pessoas brancas.

Óbvio que eu entendi que não seria bem isso, mas a Netflix podia ter aberto uma lacuna bem menor para o ódio gratuito; principalmente se considerarmos que nos Estados Unidos, a divisão de “cor” e o racismo ocorre de ambos os lados. Eu tenho um amigo meu que mora lá e é perceptível que – diferente do Brasil, aonde há um preconceito maior contra os negros – nos EUA os negros e os brancos são igualmente preconceituosos; a única dissemelhança é que, como vários lugares do mundo, existe uma dívida histórica com os negros.

MASSS, como não vivemos lá e sim no Brasil, eu acho que essa série pode ensinar muita coisa e ser bem recebida pelos fãs brasileiros, afinal outras séries que tratam polêmicas atuais (como Sense 8, Orange Is The New Black e 13 Reasons Why) tem imensas fanbases aqui e Cara Gente Branca tem tudo para se tornar mais um fenômeno.

Leia mais: 13 Reasons Why, a série que todas as gerações deveriam assistir

Empoderamento feminino

Além de tratar questões raciais, o trailer mostrou que a personagem da Logan Browning (Powers) será extremamente autêntica e independente, fazendo jus a trilha que está sendo deixada por atrizes como a Halle Berry (X-Men), Octavia Spencer (A Cabana), Taraji Henson (Estrelas Além do Tempo), Viola Davis (How To Get Away With Murder), dentre outros grandes nomes dessa indústria.

Resultado de imagem para tempestade halle berry wallpaper
Halle Berry ficou conhecida e amada pelos nerds ao redor do mundo após dar vida a Tempestade, de 2000 a 2015.

Alias, se a série acabar entregando vulgaridade em relação a estrutura pessoal dessa personagem, é bem possível que a rejeição por parte dos espectadores cresça monstruosamente, e eu concordo com isso. A Netflix é produtora das séries que mais destroem os tabus da sociedade, então é meio ilógico ela tratar com desprezo essa radialista.

How To Get Away With Murder: 3ª Temporada (Crítica)

Diferenças sociais

Quero ver também como a série vai tratar as diferentes classes sociais da universidade e como ela vai trazer alguns estereótipos sobre isso, afinal – pelo o que já se sabe sobre a série – a mesma terá uma comédia escancarada. Pelo que o trailer nos mostrou, os tipos mais variados de pessoas irão ter que interagir entre si e como estamos falando de diferenças sociais, provavelmente haverá bastante lições sobre preconceito para serem dadas. Só torço que, ao fazer o uso de estereótipos, a série não banalize os problemas reais existentes sobre este assunto.

Comédia

A Netflix tem ótimas comédias entre suas produções originais e estou crente de que Cara Gente Branca será mais delas. Ela vai ser dirigida pelo Justin Simien (diretor do filme Cara Gente Branca de 2014), e espero que ele não fique querendo forçar piadas toda hora para disfarçar erros no roteiro (prática comum em séries de comédia); tendo apenas 30 minutos de duração, a série tem o grande desafio de balancear a história e fazer piadas engraçadas no time certo.

Mas, além de todos esses detalhes, eu espero que a comédia nessa série esfregue na cara das pessoas preconceituosas quão ridículo o preconceito é. Penso que a série tem que explorar cada aspecto de uma universidade de forma desvergonhada e objetiva, para que não fique submisso nenhum assunto importante. Afinal, a série falará de clichês da sociedade, e é na comédia o lugar aonde os “clichês” funcionam.

Bom guys, é isso. Para saber o que eu estou achando de Cara Gente Branca me sigam nas redes sociais clicando aqui e fiquem atentos pois é bem provável que eu faça a crítica a série ou escreva algum artigo sobre ela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s