Entrevista

Entrevista com o youtuber Matheus Jucinsky, do Projeto Corneta

Com mais de 300 mil inscritos, Matheus é uma referência entre os influenciadores geeks digitais

HEYY GUYS, tudo bem? Bom, quem me acompanha nas redes sociais (caso você é um daqueles que ainda não faz isso, mas quer conferir quão legal eu sou, clique aqui!) já sabia que eu estava preparando uma nova entrevista a qual, dessa vez, seria com um youtuber. Dito isso, hoje eu tenho a felicidade de finalmente mostrar para vocês a conversa que eu tive com o Matheus Jucinsky, do Projeto Corneta!

Entrevista com João Victor Granja, a voz do Dustin de Stranger Things!

Não vou introduzir o Matheus, pois você já deve conhece-lo, afinal ele é um dos Youtubers geeks mais populares da atualidade. Caso você goste da entrevista, compartilhe ela em suas redes sociais e a mostre para os seus amigos, isso me ajudaria MUITO e não lhe custaria nada. Enfim, confira:

Entrevista

Matheus, como é para você ser um Youtuber? Você acha que tem o reconhecimento que merece?

“Eu gosto muito de trabalhar com o Youtube, porém não gosto de me limitar só a ele, pois faço diversas coisas externas relacionadas a produtora de vídeos que eu tenho junto com a minha namorada Andressa, que também trabalha comigo no canal, então meu trabalho vai muito além de Youtuber hehehhe… O que mais me deixa triste e desanimado mesmo é o fato de eu não receber o retorno que estava esperando em um trabalho que dediquei horas e horas pra publicar na internet, mas em compensação, muitos outros vídeos acabam tendo uma repercussão enorme!”

Trabalhar nessa plataforma poder ser algo perigosamente polêmico. Como você pensa que um bom e exemplar influenciador digital deve agir?

“É polêmico sim e tem um certo preconceito, pois muitas vezes você diz que faz vídeos para internet e a galera já te olha como se você fosse uma pessoa preguiçosa, que não tem futuro e pensa que isso não é um trabalho… Claro, isso ocorre por que a quantidade de vídeos ‘ruins’ produzidos e postados na plataforma, muitas vezes se tornam virais, então as pessoas infelizmente acabam não dando tanta bola pra vídeos onde a gente tem um cuidado maior na gravação, edição, roteiro… E dão destaque para esses outros!

Um influenciador digital deve pensar muito no que ele fala e na opinião que ele vai estar expondo no seu vídeo, pois querendo ou não, você vai estar incentivando outros jovens a seguirem a sua ideologia!”

Recentemente, com o boicote do YouTube, você fez um vídeo pedindo ajuda ao seus seguidores por meio do Padrim, aonde os mesmos doam uma quantia indeterminada de dinheiro. Como eles reagiram a essa sua proposta? Além do mais, qual sua opinião sobre a decisão da empresa? Você acha certo eles selecionaram mais restritamente os vídeos que receberão anúncios?

“Muitas pessoas entenderam a situação, mas não tinham como ajudar… Já outras super apoiaram a ideia de ajudar o canal com pelo menos 1 real por mês… Mas todo mundo que não pôde, ta deixando sempre o seu gostei pra contribuir na divulgação do vídeo e isso é tão importante quanto! 

Eu acho que o Youtube está ajudando os criadores de conteúdo com essa nova “reforma” do site, pois assim eles conseguem monitorar o que é monetizado na plataforma com mais facilidade, porém, o lado ruim é que a quantia gerada com os anúncios clicáveis ainda é muito baixa se você não fizer pelo menos 1 milhão de views por mês, além é claro de muitas vezes o vídeo não ser divulgado para todos os inscritos do canal… Então tem seus altos e baixos!”

O Projeto Corneta tem uma diversidade bem grande de vídeos, a qual deve atender o gosto de diferentes seguidores. Contudo, há algum tipo de vídeo que você não goste de gravar, mas continua produzindo apenas porque seus inscritos pedem?

“Como eu considero o Youtube um trabalho meu, muitas vezes tem vídeos que eu não estou afim de gravar, mas gravo por ter um grande fandom lá no canal, por exemplo: Eu amo falar sobre The Walking Dead, mas os inscritos querem isso EM TODO O VÍDEO e enchem a caixa de comentários com coisas do tipo, ou só assistem quando é The Walking Dead! Poxa, meu canal não é sobre The Walking Dead, é sobre muitas outras coisas hehehehe! Mas claro, se eu não gosto do assunto ou não tenho conhecimento sobre, não irei gravar!”

Atualmente, com a expansão da cultura geek, existe uma ampla variedade de canais no YouTube que produzem conteúdo nerd. Você tem alguma referência nacional ou internacional na plataforma que lhe inspira?

“Bom, tem inúmeros canais que eu uso como inspiração para fazer os meus vídeos, tanto em qualidade, quanto em assuntos abordados… Uma grande inspiração pra mim com certeza sempre foi o Felipe Castanhari, além de ser uma pessoa humilde, faz um conteúdo digno de respeito! E é claro, sem contar os outros canais que eu gosto de eu acompanhar, como: Pipocando, Meus Dois Centavos, Imaginago, Super 8, Omelete… Poxa, são tantos que não vai dar pra citar todos aqui hehehehe!”

Recentemente, tivemos a Comic Con Experience Tour Nordeste, que foi um sucesso. Como é a participação do Projeto Corneta em eventos da cultura geek e qual sua opinião sobre eles? Acha que os mesmos são importantes para a divulgação de tal cultura?

“Infelizmente eu nunca fui em nenhuma Comic Con, BGS… Pois moro no Rio Grande do Sul e o maior evento que temos aqui no estado é o AnimeXtreme, que já virou referência nacional. Nele eu tento estar presente em todas as edições, pois gosto muito de encontrar inscritos e pessoas que dividem os mesmo gostos que os meus, pois isso é importante sabe? Conversar com alguém que acompanha seu trabalho cara a cara, não tem preço! Inclusive até encontrei o dublador do Gumball e a dubladora da Onze em Porto Alegre para gravarmos um vídeo juntos!”

Até agora, a Netflix lançou várias séries que tratam tabus da sociedade (como 13 Reasons Why, Dear White People e Sense8). Para você, é importante que a Netflix e outras emissoras tratem de assuntos como estes?

“Eu acho muito importante e principalmente revolucionário da Netflix estar abordando tais assuntos, pois não há maneira melhor de conversar com os jovens da nova geração do que com audiovisual e principalmente com séries que envolvam adolescentes com que nos identifiquemos… Espero ver mais produções que quebrem o tabu e nos façam refletir! “

Alguns meses atrás, alguns dos nossos representantes políticos se manifestaram contra uma cena de beijo gay em um desenho da Disney. Você concorda com eles? Por quê?

“Não concordo com esse preconceito criado pelas pessoas em si, pois ele não faz o MENOR SENTIDO! Poxa, estamos progredindo em tantas coisas, mas regredindo em outras? Não importa se for um filme da Disney, da DreamWorks, Sony Animation… Essas cenas de beijos gay precisam ser considerados como um forma de amor, não como uma forma de erotização e desrespeito ao público. Ninguém está te obrigando a virar homossexual, isso é apenas uma forma de incluir todos como iguais na sociedade!”

Quais foram as melhores oportunidades que você obteve com o Projeto Corneta?

“Foram tantas conquistas que não consigo mais contar nos dedos… Desde que eu comecei a me dedicar completamente a essa vida do audiovisual, oportunidades de emprego pra ensinar crianças sobre audiovisual surgiram, parcerias com cinema, lojas de produtos nerd, reconhecimento dos inscritos em eventos, a tão desejada placa de 100 mil seguidores… Claro, todas as conquistas não vieram do dia pra noite e levaram horas e horas de dedicação e muito trabalho duro!”

Para finalizar Matheus, como você pretende seguir futuramente com o seu canal?

“Eu tenho muitos planos com o canal, muitas ideias que ainda quero por em prática, quadros novos diferentes e muitas coisas que pretendo melhorar, inovar e evoluir pra fazer o Projeto Corneta bombar… Mas desistir disso tudo jamais, pois vejo o Youtube como um futuro pra minha vida e não há melhor coisa do que ganhar dinheiro fazendo o que você ama! Espero que mais oportunidades surjam pra mim e que as pessoas possam reconhecer e conhecer meu trabalho, pois a luta vai além do Youtube e se um dia eu conseguir realizar o sonho de atuar e dirigir um filme, vou estar completamente realizado!”

Entrevista com a Isabelle Cunha, a voz da Eleven de Stranger Things!

Bom guys, é isso, espero que vocês tenham gostado da entrevista pois estou preparando algumas outras com diferentes influenciadores digitais e estou bem ansioso para contar a vocês, então, para não perder nada, me siga no Instagram (@bloggabrielportella), Facebook (Gabriel Portella – Blog) e Twitter (@bloggabrielportella).

Também gostaria de agradecer o Matheus Jucinsky, que aceitou ter essa conversa muito bacana comigo. Eu me diverti muito, mas sou suspeito de dizer pois sou muito fã do Projeto Corneta hehe, porém, meu MUITO OBRIGADO ao Matheus que dispôs do seu tempo para dar essa entrevista maravilhosa e cheia de conteúdo aqui para o blog.

Ah, guys, só lembrando que as críticas de Supergirl, The Flash e Arrow saem semana que vêm!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s